Seria engraçado relatar a maneira que essa canção nasceu se não me lembrasse da dor que estava em meu coração naquele momento.

Foi uma das fases mais difíceis da minha vida. Deus havia dito que traria a primavera, que todos saberiam que Ele era Deus na vida, mas tudo parecia igual. Aliás, a cada dia as circunstâncias estavam apenas piorando. Eu orava e parecia que Deus não estava me ouvindo. Eu procurava e não encontrava, eu me senti sozinha.

Estava dirigindo em direção ao trabalho, quando fluiu essa canção dos meus lábios... Perguntava "Onde estás Senhor? Onde estás? O Senhor está me vendo?"

Neste momento Deus me trouxe à memória um fato que aconteceu comigo quando ainda estava no seminário. Certa noite eu olhei para o céu e estava nublado, escuro, cheio de núvens e sem brilho algum, momento em que Deus me disse: "Você não pode ver as estrelas, mas isso não significa que elas não estejam mais lá".

Enquanto as lágrimas escorriam por todo o rosto, a voz trêmula cantava, enquanto um sorriso surgia no rosto: "Então vejo Tua mão em minha direção dizendo filho estou contigo".
Voltar